GoogleAnalytics

sábado, 23 de novembro de 2013

As Três Bananas


Aula: As Três Bananas

Nível: do 2º ao 5º Anos. Há casos em que o professor deva restringir para os 3º e 4º anos.

Objetivo:  Essa aula consiste em trabalhar os critérios de definição do que é “real” e “não real”.  Também visa acostumar as crianças a aplicar ferramentas do método filosófico a determinados problemas.

Duração: 1 aula, podendo ser continuada em outras aulas, se for o caso.

Material necessário: Três pratos de plástico, 1 banana natural, 1 banana artificial, 1 banana imaginária.

domingo, 15 de setembro de 2013

Comparação do desenho Hércules com as histórias contadas em sala


Os doze trabalhos de Hércules de Monteiro Lobato

Faço aqui a comparação do desenho animado Hércules, da Disney, com as histórias contadas em sala e suas contradições e igualdades (coisas certas e erradas).

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Sequência de aulas de Mitologia Grega por ordem cronológica



A Mitologia Grega é uma dos mais ricos legados ocidentais. Nela estão contidos inumeráveis conhecimentos da cultura humana, das artes, da filosofia e mesmo da psicanálise e seus arquétipos. Mas a imensa quantidade de relatos que formam a genealogia dos deuses gregos, bem como a diversidade de autores e mesmo histórias mitológicas que se desenvolvem distintamente conforme toda a riqueza cultural de regiões e épocas distintas tende a confundir quem as lê.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Aula de René Descartes I - Coleção Filosofinhos



Aula abordando o pensamento de René Descartes usando o livro desse filósofo da Coleção Filosofinhos (Tomo Editorial)*. Devido ao grande número de alunos em sala, contornei o problema escaneando as páginas do livro e foi preparado um arquivo em Ppoint para exibição coletiva, de modo que todos os alunos pudessem acompanhar os desenhos, os detalhes dos ambientes, e uma série de informações como segundo idioma, etc. Essa aula foi ministrada para alunos do 2º ao 5º Anos do Ensino Fundamental.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

LUA EM SETEMBRO




Para quem tem olhado para o céu noturno em setembro, existe lá uma dádiva da natureza para ser observada. Em todos os invernos, devido às condições atmosféricas propícias, há uma melhor visibilidade das estrelas, planetas e objetos espaciais. Neste ano em especial, podemos

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

ACERTE OS PERSONAGENS - MITOLOGIA


Criança pensando

Essa atividade pode ser feita em duplas ou grupos, a critério do professor e dos recursos. 

Nesta aula veremos o quanto você sabe do que foi ensinado.  Preparei um teste para lembrarmos tudinho.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

O MITO DE PROMETEUS – Προμηθεύς

1-Prometeus e a tocha com o Fogo Divino

Os principais autores que citam esse mito são e Hesíodo e Ésquilo. Depois da Batalha dos Deuses ou Titanomaquia, Zeus saiu como vencedor e maior deus do Monte Olimpo, e Cronos e alguns titãs foram presos no Tártaro, onde estão até hoje. Mas dois titãs tinham se aliado a Zeus e seus irmãos nessa luta monumental; Prometeus (cujo nome significa aquele que pensa antes) e Epimeteus (aquele que pensa depois). Como reconhecimento, Zeus atribui a ambos a tarefa de criar os seres vivos da Terra.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES (Héracles)

Hércules


Lou Ferrigno como Hércules


Héracles, que ficou mais conhecido pelo nome romano de Hércules, foi um grande herói de ação, submetido a fazer 12 tarefas impossíveis. Nasceu filho de Zeus e da sua amante Alquimena e, por isso, tinha uma força imensa, maior que todos os mortais, mas era mortal.  Hera, a deusa esposa de Zeus, enciumada, queria que Hércules morresse. Então mandou duas grandes serpentes venenosas atacá-lo no berço. Hércules, ainda um bebê, para surpresa de todos, segurou cada serpente em uma mão e as esmagou.

Já depois de adulto, conheceu Mégara, que foi sua esposa e

quarta-feira, 29 de maio de 2013

A GUERRA ENTRE TITÃS E DEUSES




Veja os antecedentes dessa estória aqui.

Como Cronos venceu Urano ele passou a reinar e, com medo de rebeliões, aprisionou no Tártaro – o submundo –, os Hecatônquiros e os Ciclopes, porque eles sabiam fazer armas. Cronos uniu-se a Réia. Dessa união nasceram Héstia, Hades, Poseidon, Hera e Hermes. Mas, assim que eles nasciam, Cronos os engolia inteiros. Como eram imortais, eles não morriam e viveram na barriga de Cronos por muito tempo. Assim que Zeus, o sexto filho nasceu, sua mãe Réia enganou Cronos, dando a ele uma pedra envolta em um lençol, que ele engoliu achando ser Zeus. Réia escondeu Zeus em uma caverna na ilha de Tebas, aonde ele foi cuidado pelas ninfas da floresta e cresceu muito rápido. Quando estava grande e forte, Zeus disfarçou-se de viajante e enganou Cronos, dando-lhe uma poção que o fez vomitar primeiro a pedra e depois os cinco irmãos e irmãs de Zeus que estavam presos. Muito tempo se passou e todos tiveram filhos e filhas, todos poderosos.

terça-feira, 28 de maio de 2013

ACOMPANHE A EXPEDIÇÃO À ESTAÇÃO ESPACIAL - EXPEDIÇÃO 36


Lembrando que hoje (28/05/13) será lançada a Soyuz, que levará para a estação espacial três novos astronautas, na Expedição 36.

Aqui o site da Agência Espacial Europeia: http://www.esa.int/ESA.

Veja a Soyuz ontem (27/05/13) sendo levada à plataforma de lançamento:



Felizes na Quarentena
28 de  Maio de 2013

A astronauta da NASA Karen Nyberg, o comandante russo Fyodor Yurchikhin e o

DICAS DE ASTRONOMIA


Para os alunos que ficaram interessados em Astronomia, deixo essa dica de site: solarsystemscope.com. Lá você pode viajar pelo espaço, movimentar os planetas e conhecer as estrelas, as distâncias entre os astros e ver de perto a maioria deles. 


Aqui você pode entrar no site da NASA, a Agência Espacial dos Estados Unidos: http://www.nasa.gov/.


Aqui o site da Agência Espacial Europeia: http://www.esa.int/ESA.

Lembrando que hoje (28/05/13) será lançada a Soyuz, que levará para a estação espacial três novos

quarta-feira, 22 de maio de 2013

MEDITAÇÕES METAFÍSICAS I E II, DE RENÉ DESCARTES


A pedidos, estou disponibilizando as  Meditações Metafísicas, somente a 1ª e a 2ª Meditações.

Este é um texto filosófico relativamente fácil de compreender como introdução, mas muito denso no conteúdo, pois mudou a filosofia na sua época, e continua atual. É considerado um dos mais importantes trabalhos da filosofia e fundador da Filosofia Moderna.

Mas para sua compreensão mais apropriada é necessária a orientação do professor. Há muitos pressupostos importantes, tanto na história quanto na filosofia a respeito dos quais é preciso saber algumas coisas para entender sua abrangência. 

O aluno que tiver interesse pode me procurar que, na medida do possível, darei essas informações.



Para salvar no seu computador, clique no link abaixo. Na página que abrir vá em Arquivo, depois Fazer Download e escolha um lugar para salvar no seu micro.



Descartes - Meditações Metafísicas - 1ª e 2ª Meditações





segunda-feira, 20 de maio de 2013

UNIVERSO EM TRANSFORMAÇÃO

Para Recortar e Montar um Ônibus Espacial

Atendendo a dezenas de pedidos estou disponibilizando os vídeos da decolagem da Discovery utilizados nas aulas, tanto da imagem vista do chão até o espaço como da vista pelas câmeras dos foguetes auxiliares, indo ao espaço e caindo no mar. O meu arquivo em Ppoint com os tamanhos do universo assim que tiver tempo disponibilizarei aqui. 

Essa imagem acima pode ser impressa para ser recortada e dá para você montar um Ônibus Espacial! Basta você clicar nela para abrir a tela maior, depois com o botão direito do mouse salve no seu computador, depois abra e imprima. As imagens no final da postagem também você pode imprimir para colorir, usando o mesmo processo. Quem quiser levar na aula para eu ver pode.

Veja o vídeo da câmera dos foguetes auxiliares:

O UNIVERSO CRIOU OS DEUSES


Veja os antecedentes dessa estória aqui.

O poeta grego Hesíodo, que viveu no século 7 a.C., descreve a mitologia grega em uma obra monumental, dividida em três partes chamadas Cosmogonia (que seria o surgimento do universo), Teogonia (o surgimento dos deuses) e Heroogonia (o surgimento dos heróis).

DEFINIÇÃO DE MITOLOGIA GREGA




Arte - Monte Olimpo

A Mitologia pode ser entendida como duas partes; a primeira é o conjunto dos mitos de um povo, as lendas narradas e escritas de diversas origens. A outra é o estudo desses mitos, uma tentativa de organizar essas lendas. Há várias mitologias pelo mundo, como a romana e a egípcia, mas a que abordaremos neste texto é a Mitologia Grega, pois nosso interesse especial é na relação que há entre ela e o nascimento da Filosofia Grega, como veremos em outros textos. Em todas as culturas, o homem cria estórias para explicar o surgimento do mundo. Essas estórias, que são lendas passadas oralmente de pais para filhos durante muito tempo, passam a ser aceitas como verdade. Assim, são ensinadas pelos pais para as crianças em casa, cantadas pelos poetas ao público e explicados aos adultos por sacerdotisas nos templos.

sábado, 4 de maio de 2013

omnes te moriturum amant

omnes te moriturum amant
Todos te amam quando você está morrendo
(Série Dr. House, 6ª Temporada, Episódio "Abrir e Fechar")

Esta é uma (mais uma) interessante frase que aparece em um dos episódios da série Dr. House, chamado Abrir e Fechar. Na última cena, a câmera externa sobe mostrando um portal do hospital com esses escritos na forma latina parcialmente encobertos por uma planta.

Mesmo não tendo sido notada por  muitos telespectadores (apenas os mais atentos a notaram; uma busca no Google.com mostrou que apenas 3 norte-americanos pesquisaram por ela) é instigante, pois se colocada no contexto do episódio promove a reflexão sobre o valor da vida e os valores que atribuímos às coisas e pessoas com as quais nos relacionamos ao longo de nossas próprias vidas.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

PERSEU (Περσεύς) E A MEDUSA (Μέδουσα)

PERSEU E A MEDUSA


Medusa era a mais bela sacerdotisa do templo da deusa Palas Atena, a Deusa da Guerra e maior deusa grega da antiguidade. Era tão linda que tanto os homens quanto os deuses a cobiçavam. Ela chegou a ser assediada por Poseidon, deus dos mares. Irritada com a situação, Atena jogou contra Medusa toda a sua fúria e determinou a ela um destino terrível, transformando-a em um monstro.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

O REI MIDAS


O Rei Midas



Um dia, o deus Dionísio deu pela falta do seu mestre e pai de criação, Sileno. O velho tinha se perdido na floresta e foi encontrado por alguns camponeses    que o levaram ao seu rei, Midas. O rei o reconheceu, cuidou dele por 10 dias e depois o levou de volta. Dionísio ficou feliz, e concedeu ao rei o direito de escolher qualquer recompensa.

O rei desejou que tudo o que tocasse se transformasse ouro. Dionísio atendeu ao pedido, mas ficou preocupado com a escolha do rei.

MAFALDA II - Perguntas....

Clique nas imagens para ampliar



As crianças são capazes de, na sua inocência, tentar compatibilizar o que ouvem com o mundo real. Talvez os adultos tenham se acostumado a ouvir sem questionar, o que seria fazer o contrário das crianças. De fato, perguntas sem respostas prontas são as que emergem da simples reflexão de sua possibilidade.  

Provavelmente, isso prove que aprendemos a não pensar, quando o natural seria refutar coisas duvidosas. E tentar desfazer esse aprendizado teria sido a tarefa sem fim de todos os filósofos de todos os tempos.

O que acham?

domingo, 28 de abril de 2013

QUADRO CRONOLÓGICO DA HISTÓRIA GREGA ANTIGA

Este é um arquivo em pdf que mostra alguns dados marcantes na história grega antiga, que achei em meus arquivos da graduação e disponibilizei para os alunos que tiverem interesse. Saudações ao professor José Oscar, da UNICAMP, autor do quadro cronológico.

MAFALDA E A FILOSOFIA

Esta é uma tarefa para fazer em casa, proposta aos alunos em sala. 


Clique na imagem para ampliar



Baseado nesta tirinha da Mafalda, faça um desenho e um texto, tentando responder as questões abaixo:

1) Porque Mafalda traz água para o pai?
2) Aonde o pai da Mafalda vai procurar explicações?
3) Ele encontra a resposta à pergunta da Mafalda?
4) O que é Filosofia?

domingo, 21 de abril de 2013

PEQUENOS FILÓSOFOS - AS TRÊS PENEIRAS

As Três Peneiras


Este vídeo remete aos filtros sugeridos por Sócrates para o que falamos. Mostrou que tem grande influência sobre quem o assiste e permite ao professor trabalhar vários aspectos abordados por ele, como o respeito pelo outro, a autonomia (razão) frente à tentação de fofocar (senso comum). Além, é claro, dos filtros da Verdade, Bondade e Utilidade, que devem ser usados antes que se diga algo. Como lição final, se o que ouvirmos não passar pelos filtros, há ainda o ensinamento que nestes casos é melhor manter-se em silêncio.

ESTA É UMA INCRÍVEL COMPILAÇÃO DE VÁRIAS AULAS DE FILOSOFIA E A REALIDADE DA ESCOLA

O professor entra na sala. Evidentemente, antes desse passo ele já preparou a aula, considerando tudo o que sabe, tudo o que aprendeu dos seus pares, tudo o que as diretrizes exigem.  Também considerou o planejamento e o que vinha ensinando antes, como é a comunidade na qual está inserido seu aluno, o estágio em que estão os melhores e os piores da sala, e onde pretende chegar para preparar seus alunos para a vida, e por ai em diante. Tudo dentro dos conformes, pretende que os alunos cheguem a determinada situação ou entendimento. Junta toda sua concentração, e a coisa segue:
– Bom dia pessoal!
– Bom dia, professor!!!! (coro)
– Tudo bem com vocês?
– Tudo!!! (coro)
– Professor, olha meu caderno novo!!
O professor começa a escrever na lousa para registrar a aula, data, título, nome da aula.
– Professor, é pra copiar?
– Não, seu burro, é enfeitar a lousa!!!!!!
– Olha a educação, pessoal! Não precisa falar assim, Lucas. Tudo que eu escrevo na lousa é pra copiar.
– Professor, o Mateus jogou a borracha em mim.
– Foi nada professor, ela que jogou em mim primeiro.
– Professor, posso beber água?
– Por favor, já vão começar? Nós não combinamos que só temos uma aula de Filosofia por semana, então não podemos ficar perdendo tempo com essas coisas? Não dá pra beber água,...
– Isso mesmo, professor, todo mundo já sabe disso, mas é esse muleque aqui, ó..,
– ...pra ir ao banheiro, e ficar fazendo coisas da outra professora nessa aula, falando...
– Peidando, né professor? (concentração para não rir).
– ...senão a aula acaba sem ser aproveitada. Então vamos tentar nos concentrar na aula. Pra começar, precisamos lembrar do que falamos na última aula...

CRIANÇAS TERCEIRIZADAS

Gostaria de compartilhar um vídeo não tao novo, mas nem por isso menos importante e atual, que aborda de maneira muito consciente a condição das crianças no mundo do capital e do trabalho, e de como os pais se isentam de suas responsabilidades, especialmente no Brasil, país que vem sistematicamente destruindo a figura do professor dentro de sua sociedade.






658 EXPRESSÕES EM LATIM


658 expressões que tiveram sua origem na literatura latina ou mesmo anterior, visto que não analisamos as fontes das obras latinas citadas em que tais expressões foram utilizadas.

1. A adoção imita a natureza. —  Adoptio naturam imitatur.
2. Nada vem do nada — De nihilo nihil. (Lucrécio)
3. É difícil esquecer de repente um longo amor. — Difficile est longum subito deponere amorem.
4. Quando o pobre dá presente ao rico, parece armar-lhe redes. — Donat cum egenus diviti retia videtur tendere (Catulo).
5. Doce e honroso é morrer pela pátria. — Dulce et decorum est pro patria mori. (Horácio)
6. A afinidade não gera afinidade. — Affinitas affinitatem non generat.
7. A águia não caça moscas. — Aquila non captat  muscas.
8. A arte está em esconder a arte. — Ars est celare artem.
9. A barba não faz o filósofo. — Barba non facit philosophum.
10. A boa árvore dá bons frutos. — Arbor bona fructus bonos facit.
11. A boa vontade supre a obra. — Aequiparat factum nobile velle bonum.
12. A boca fala do que está cheio o coração. — Ex abundanctia enim cordis os loquitur.

PALAVRAS E EXPRESSÕES MAIS USUAIS DO LATIM



ab absurdo lat Partindo do absurdo. Método de demonstração, usado principalmente em geometria.
ab aeterno lat De toda a eternidade; sempre.
ab amicis honesta petamus lat Só devemos pedir aos amigos coisas honestas.
abditae causae lat Med Causas ocultas, desconhecidas. Diz-se das moléstias cujos sintomas não deixam entrever as causas que os produzem.
ab epistolis lat Das cartas. Título de alguns funcionários da chancelaria romana.
aberratio delicti lat Dir Desvio do delito. Erro por parte do criminoso quanto à pessoa da vítima.
aberratio ictus lat Dir Desvio do golpe. Dá-se quando o delinqüente atinge, por imperícia, pessoa diversa da que visava.
ab hoc et ab hac lat Disto e desta. Discorrer alguém sobre o que não entende.
ab imo corde lat Do fundo do coração; sinceramente.
ab imo pectore lat Do fundo do peito; do fundo da alma, com franqueza.
ab incunabulis lat Desde o berço. Desde o princípio; desde a origem.
ab initio lat Desde o começo.
ab intestato lat Dir Sem deixar testamento. Diz-se da sucessão sem testamento, ou dos herdeiros que dela se beneficiam.
ab irato lat Movido pela cólera; arrebatadamente.
ab ore ad aurem lat Da boca ao ouvido; em segredo; discretamente.
ab origine lat Desde a origem; desde o princípio.