GoogleAnalytics

segunda-feira, 29 de abril de 2013

O REI MIDAS


O Rei Midas



Um dia, o deus Dionísio deu pela falta do seu mestre e pai de criação, Sileno. O velho tinha se perdido na floresta e foi encontrado por alguns camponeses    que o levaram ao seu rei, Midas. O rei o reconheceu, cuidou dele por 10 dias e depois o levou de volta. Dionísio ficou feliz, e concedeu ao rei o direito de escolher qualquer recompensa.

O rei desejou que tudo o que tocasse se transformasse ouro. Dionísio atendeu ao pedido, mas ficou preocupado com a escolha do rei.

MAFALDA II - Perguntas....

Clique nas imagens para ampliar



As crianças são capazes de, na sua inocência, tentar compatibilizar o que ouvem com o mundo real. Talvez os adultos tenham se acostumado a ouvir sem questionar, o que seria fazer o contrário das crianças. De fato, perguntas sem respostas prontas são as que emergem da simples reflexão de sua possibilidade.  

Provavelmente, isso prove que aprendemos a não pensar, quando o natural seria refutar coisas duvidosas. E tentar desfazer esse aprendizado teria sido a tarefa sem fim de todos os filósofos de todos os tempos.

O que acham?

domingo, 28 de abril de 2013

QUADRO CRONOLÓGICO DA HISTÓRIA GREGA ANTIGA

Este é um arquivo em pdf que mostra alguns dados marcantes na história grega antiga, que achei em meus arquivos da graduação e disponibilizei para os alunos que tiverem interesse. Saudações ao professor José Oscar, da UNICAMP, autor do quadro cronológico.

MAFALDA E A FILOSOFIA

Esta é uma tarefa para fazer em casa, proposta aos alunos em sala. 


Clique na imagem para ampliar



Baseado nesta tirinha da Mafalda, faça um desenho e um texto, tentando responder as questões abaixo:

1) Porque Mafalda traz água para o pai?
2) Aonde o pai da Mafalda vai procurar explicações?
3) Ele encontra a resposta à pergunta da Mafalda?
4) O que é Filosofia?

domingo, 21 de abril de 2013

PEQUENOS FILÓSOFOS - AS TRÊS PENEIRAS

As Três Peneiras


Este vídeo remete aos filtros sugeridos por Sócrates para o que falamos. Mostrou que tem grande influência sobre quem o assiste e permite ao professor trabalhar vários aspectos abordados por ele, como o respeito pelo outro, a autonomia (razão) frente à tentação de fofocar (senso comum). Além, é claro, dos filtros da Verdade, Bondade e Utilidade, que devem ser usados antes que se diga algo. Como lição final, se o que ouvirmos não passar pelos filtros, há ainda o ensinamento que nestes casos é melhor manter-se em silêncio.

ESTA É UMA INCRÍVEL COMPILAÇÃO DE VÁRIAS AULAS DE FILOSOFIA E A REALIDADE DA ESCOLA

O professor entra na sala. Evidentemente, antes desse passo ele já preparou a aula, considerando tudo o que sabe, tudo o que aprendeu dos seus pares, tudo o que as diretrizes exigem.  Também considerou o planejamento e o que vinha ensinando antes, como é a comunidade na qual está inserido seu aluno, o estágio em que estão os melhores e os piores da sala, e onde pretende chegar para preparar seus alunos para a vida, e por ai em diante. Tudo dentro dos conformes, pretende que os alunos cheguem a determinada situação ou entendimento. Junta toda sua concentração, e a coisa segue:
– Bom dia pessoal!
– Bom dia, professor!!!! (coro)
– Tudo bem com vocês?
– Tudo!!! (coro)
– Professor, olha meu caderno novo!!
O professor começa a escrever na lousa para registrar a aula, data, título, nome da aula.
– Professor, é pra copiar?
– Não, seu burro, é enfeitar a lousa!!!!!!
– Olha a educação, pessoal! Não precisa falar assim, Lucas. Tudo que eu escrevo na lousa é pra copiar.
– Professor, o Mateus jogou a borracha em mim.
– Foi nada professor, ela que jogou em mim primeiro.
– Professor, posso beber água?
– Por favor, já vão começar? Nós não combinamos que só temos uma aula de Filosofia por semana, então não podemos ficar perdendo tempo com essas coisas? Não dá pra beber água,...
– Isso mesmo, professor, todo mundo já sabe disso, mas é esse muleque aqui, ó..,
– ...pra ir ao banheiro, e ficar fazendo coisas da outra professora nessa aula, falando...
– Peidando, né professor? (concentração para não rir).
– ...senão a aula acaba sem ser aproveitada. Então vamos tentar nos concentrar na aula. Pra começar, precisamos lembrar do que falamos na última aula...

CRIANÇAS TERCEIRIZADAS

Gostaria de compartilhar um vídeo não tao novo, mas nem por isso menos importante e atual, que aborda de maneira muito consciente a condição das crianças no mundo do capital e do trabalho, e de como os pais se isentam de suas responsabilidades, especialmente no Brasil, país que vem sistematicamente destruindo a figura do professor dentro de sua sociedade.






658 EXPRESSÕES EM LATIM


658 expressões que tiveram sua origem na literatura latina ou mesmo anterior, visto que não analisamos as fontes das obras latinas citadas em que tais expressões foram utilizadas.

1. A adoção imita a natureza. —  Adoptio naturam imitatur.
2. Nada vem do nada — De nihilo nihil. (Lucrécio)
3. É difícil esquecer de repente um longo amor. — Difficile est longum subito deponere amorem.
4. Quando o pobre dá presente ao rico, parece armar-lhe redes. — Donat cum egenus diviti retia videtur tendere (Catulo).
5. Doce e honroso é morrer pela pátria. — Dulce et decorum est pro patria mori. (Horácio)
6. A afinidade não gera afinidade. — Affinitas affinitatem non generat.
7. A águia não caça moscas. — Aquila non captat  muscas.
8. A arte está em esconder a arte. — Ars est celare artem.
9. A barba não faz o filósofo. — Barba non facit philosophum.
10. A boa árvore dá bons frutos. — Arbor bona fructus bonos facit.
11. A boa vontade supre a obra. — Aequiparat factum nobile velle bonum.
12. A boca fala do que está cheio o coração. — Ex abundanctia enim cordis os loquitur.

PALAVRAS E EXPRESSÕES MAIS USUAIS DO LATIM



ab absurdo lat Partindo do absurdo. Método de demonstração, usado principalmente em geometria.
ab aeterno lat De toda a eternidade; sempre.
ab amicis honesta petamus lat Só devemos pedir aos amigos coisas honestas.
abditae causae lat Med Causas ocultas, desconhecidas. Diz-se das moléstias cujos sintomas não deixam entrever as causas que os produzem.
ab epistolis lat Das cartas. Título de alguns funcionários da chancelaria romana.
aberratio delicti lat Dir Desvio do delito. Erro por parte do criminoso quanto à pessoa da vítima.
aberratio ictus lat Dir Desvio do golpe. Dá-se quando o delinqüente atinge, por imperícia, pessoa diversa da que visava.
ab hoc et ab hac lat Disto e desta. Discorrer alguém sobre o que não entende.
ab imo corde lat Do fundo do coração; sinceramente.
ab imo pectore lat Do fundo do peito; do fundo da alma, com franqueza.
ab incunabulis lat Desde o berço. Desde o princípio; desde a origem.
ab initio lat Desde o começo.
ab intestato lat Dir Sem deixar testamento. Diz-se da sucessão sem testamento, ou dos herdeiros que dela se beneficiam.
ab irato lat Movido pela cólera; arrebatadamente.
ab ore ad aurem lat Da boca ao ouvido; em segredo; discretamente.
ab origine lat Desde a origem; desde o princípio.